Agricultura Biodinâmica

1. O que é agricultura biodinâmica, e em que difere da agricultura orgânica?

A Agricultura Biodinâmica, é um modelo agrícola de produção, que nasceu em 1924, através de um ciclo de oito palestras proferidas por Rudolf Steiner, criador da Antroposofia.

Assim como na Agricultura Orgânica, a Agricultura Biodinâmica não utiliza adubos químicos, venenos, herbicidas, sementes transgênicas, antibióticos ou hormônios.

A diferença, é que, além disto, ela busca a individualidade agrícola, procurando a integração e harmonia entre as várias atividades de uma propriedade como horta, pomar, campo de cereais, criação animal e florestas nativas.

Trabalha também com o conhecimento do ciclo cósmico, pois para os agricultores biodinâmicos, o reino vegetal não se emancipou das forças cósmicas, sendo um reflexo do que se passa no Cosmo.

Para intensificar as relações e forças terrestres e cósmicas que agem nas plantas, a Biodinâmica usa preparados homeopáticos feitos de minerais, esterco bovino e plantas medicinais, promovendo assim, a vitalidade nos alimentos.

Os agricultores usam o Calendário Astronômico Agrícola como uma importante ferramenta de orientação para os melhores momentos de se trabalhar a terra: plantio, tratos culturais, colheita, etc.

Buscamos a cura da terra, a produção de alimentos com a verdadeira vitalidade, o respeito ao meio ambiente, ao agricultor com suas tradições e ao consumidor.

2. Como podemos reconhecer um produto biodinâmico?

Basta procurar a marca DEMETER, no rótulo do produto:

Logo-demeter

Demeter é a marca mundial dos alimentos provenientes da Agricultura Biodinâmica. Os produtos Demeter são alimentos de alto valor biológico e nutricional, cultivados e processados seguindo novos parâmetros culturais, espirituais, sociais e econômicos.

3. Por que não encontramos a mesma variedade de produtos durante todo o ano, como na agricultura convencional?

Por que a Agricultura Biodinâmica respeita a capacidade do sistema de produção, o ciclo de vida das plantas, e a sua relação com a natureza. Por isso, nossos produtos são sazonais, mas de alto valor biológico, nutricional e vital.

4. Por que os produtos biodinâmicos são mais caros que os convencionais.

Vários são os motivos que encarecem os produtos orgânicos:

  • Acreditamos que para sermos socialmente justos, temos que remunerar dignamente os produtores. São eles que absorvem todos os riscos de produção causados por problemas climáticos como secas prolongadas, chuvas torrenciais, excesso de frio, etc.
  • A produtividade é menor nos sistemas biodinâmicos de produção, pois nosso maior tesouro é a vitalidade e fertilidade do solo, e não recordes de produtividade.
  • O custo de produção é superior, pois as propriedades biodinâmicas empregam mais mão-de-obra, preocupadas com o êxodo rural e com a manutenção do homem no campo.

5. Por que devemos consumir alimentos biodinâmicos?

Segundo Steiner, criador da agricultura biodinâmica, “a única coisa que torna viável a vida física na Terra, é sem dúvida, a agricultura”. E que, “é a agricultura, a atividade que mais foi afetada pela vida espiritual moderna”. Com isto, as pessoas passaram a se alimentar de forma incorreta. Os alimentos já não continham mais o que “realmente” os animais e seres humanos necessitavam para seu desenvolvimento pleno.

Pfeiffer diz que quando foi perguntado a Steiner:

“Como pode ocorrer que o impulso espiritual, especialmente a força da vontade para transformar os conhecimentos em ações, produza tão poucos frutos na prática?”

Steiner teria respondido:

“Isto é um problema de nutrição. A nutrição tal como se apresenta hoje não mais supre a energia necessária para manifestar o espírito na vida física. Não proporciona a construção da ponte ou conexão essencial entre o pensar, o querer e a ação. As plantas alimentícias não mais contêm as forças que as pessoas necessitam para isso”.